top of page

Por que implantar radar em um projeto de segurança perimetral?


A principal função da segurança perimetral é proteger os arredores da propriedade de indivíduos não autorizados. Essa proteção ocorre por meio da detecção de invasores e alerta imediato da equipe de segurança sobre a possível violação de perímetro.

Entretanto, cumprir esse objetivo muitas vezes não é fácil. Desafios como áreas muito amplas, terrenos íngremes, vegetação densa, clima extremo e escuridão podem representar obstáculos significativos para a plena eficiência de um sistema de detecção de intrusos tradicional.

Além do alto custo de infraestrutura e manutenção, muitos equipamentos podem falhar em diversos momentos, deixando a instalação exposta à invasão de criminosos.

Por esse motivo, muitos gestores de segurança estão ampliando suas opções de mercado e buscando nos radares de segurança a alternativa ideal para proteger e maximizar a cobertura de detecção da propriedade.


Proteção de áreas extensas



radar de segurança fazendo o monitoramento de área
Radar Magos em diferentes aplicações

Uma das principais vantagens dos radares é a capacidade de cobertura que a solução oferece. O radar Magos SR1000, por exemplo, consegue com apenas um equipamento monitorar uma área de até 600 mil m², proporcionando uma detecção antecipada da ameaça e a identificação do invasor com até mil metros de distância, classificando como ser humano, veículo, animal, drone, barco, entre outras possibilidades. Além disso, devido ao alto índice de precisão, os radares conseguem reduzir drasticamente os disparos de alarmes falsos, trazendo mais credibilidade para o sistema de intrusão.


“Os radares Magos são os únicos do mercado brasileiro com uma capacidade tão robusta de cobertura. Para se ter uma ideia, o equipamento pode ser instalado a até 60 metros de altura e possuem uma abertura vertical de 30° e horizontal de 120°, o que garante um monitoramento sem zona cega”, explicou Hen Harel, CEO da Ôguen, representante oficial dos radares Magos no Brasil.

Alto desempenho em qualquer condição


Os radares se destacam também devido ao desempenho eficiente da solução mesmo em condições climáticas e de iluminação desafiadoras, como chuva, tempestade, fumaça ou completo breu. Isso acontece porque o radar utiliza sensores civis para detectar uma intrusão, sendo assim, não é afetado por sombras ou reflexos, como um sistema de câmeras por exemplo.


Infraestrutura e manutenção


Outra vantagem dos radares é a mínima infraestrutura necessária para implantar o sistema. Por ser uma tecnologia que permite a operação sem fio, a passagem de cabos é reduzida ou até descartada, podendo alimentar o equipamento com energia solar e transmitir os sinais via rádio.


Já a manutenção é praticamente nula, uma vez que o equipamento não possui partes móveis e oferece uma durabilidade de muitos anos.


“Um dos principais obstáculos enfrentados por gestores de segurança é o alto custo da implantação de um sistema robusto de proteção perimetral. As soluções tradicionais exigem a compra de milhares de equipamentos, implantação de cabos de energia, de internet, além de um alto custo com manutenção periódica, o que eleva muito o valor do projeto. O radar Magos se tornou a solução com o menor custo por m² do mercado, sendo a melhor opção levando em conta o custo-benefício”, explicou Hen.

Aplicações ideais para o radar


Embora o radar seja versátil o suficiente para ser implantado em diferentes tipos de proteção de perímetro, a solução se tornou ideal para projetos de segurança perimetral de grandes áreas, como instalações de energia, como hidrelétricas, subestações e usinas; agronegócio, como fazendas, silos e depósitos; setor logístico, como portos, aeroportos e centros de distribuição; indústrias, como fábricas e montadoras e vertical residencial, como condomínios horizontais de alto padrão.


Para saber mais sobre como funcionam os radares e se ele é ideal para o seu projeto, acesse: www.oguen.com ou entre em contato pelo número (11) 9 9676-7297.


Comments


bottom of page