Condomínio residencial utiliza tecnologia israelense para fazer a segurança perimetral do complexo

Atualizado: 4 de out.



O condomínio residencial de alto padrão Iate Clube Itapema, localizado em Santa Catarina, precisava implantar uma segurança perimetral robusta para os seus moradores, mas tinha como desafio diferentes cenários encontrados em torno do complexo: de um lado, a BR-101, rodovia movimentada com a passagem de carros e caminhões; do outro, uma praia paradisíaca, que impossibilitava a construção de muro ou cerca; atrás uma extensa mata fechada; e em frente fazia divisa com um hotel.


“São cinco circunstâncias diferentes em um mesmo local que exigia uma solução de segurança capaz de atuar em todas essas situações, além de conseguir cobrir completamente a extensão da área e detectar simultaneamente diferentes tipos de invasores, como veículos, humanos, barcos ou animais”, explicou Hen Harel especialista em segurança e CEO da Ôguen.


Para realizar a proteção dos perímetros foram escolhidos os radares israelenses Magos, disponibilizados no Brasil pela Ôguen, representante oficial da empresa no país. Ao todo foram utilizados 3 radares e 3 câmeras PTZ, integrados com o software de gerenciamento D-Guard da Seventh.


“Além de reduzir o custo do projeto, porque 1 radar é capaz de substituir centenas de câmeras, o equipamento ainda consome pouquíssima energia e banda e funciona 24 horas em qualquer condição de luz e clima, como total escuridão, chuva, neblina ou tempestade, tudo sem queda na performance”, falou Hen. “O criminoso pode tentar entrar pela floresta, praia, rodovia, hotel e até tentar espionar pelo ar, com um drone, em todos esses casos ele será identificado pelos radares”, completou o especialista.

O radar Magos é capaz de detectar até 100 alvos simultaneamente a uma distância de 500 metros e classificá-los em tempo real. Dessa forma, caso animais não sejam um alvo relevante para o condomínio, por exemplo, é possível programar o sistema para não alertar a central sobre a identificação desse evento.


O projeto foi integrado pelo Grupo Sesel e pelo Digital SAT, em parceria com a Seventh e a Ôguen. O sistema ainda conta com um monitoramento interno com 60 câmeras, controle de acesso, entre outros recursos. A ideia é que novas funcionalidades sejam implementadas ao longo do tempo, garantindo um escalonamento seguro do projeto.



Os radares de segurança Magos são ideais para instalações localizadas em áreas extensas, como indústrias, fazendas, data centers, centros logísticos, etc. Para saber mais sobre como funciona a solução, entre em contato com a Ôguen através do site www.oguen.com.




27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo