top of page

A judia que fugiu dos nazistas e inventou o Wi-Fi!

Hedy Lamarr - nome artístico de Hedwig Eva Maria Kiesler, foi uma judia vienense apaixonada por tecnologia.



Hedy foi conhecida em Hollywood como a mulher mais bonita do mundo, participando de 30 filmes em 28 anos de carreira. Mas o que poucos sabiam em Hollywood era de sua contribuição para o que hoje usamos no dia a dia: a telefonia celular.


Hedy começou sua carreira em vários filmes alemães, austríacos e tchecos. Em 1937, ela fugiu do marido, o fabricante de armas austríaco Friedrich Mandl, do qual se separou ao notar de seu envolvimento com o nazismo; foi nesta época que notou como era fácil a um terceiro bloquear o sinal contínuo usado para o controle dos mísseis.

Nessa época, Hedy mudou-se para Paris e depois refugiou-se em Londres. Lá Hedy foi apresentada para o diretor dos estúdios Metro-Goldwyn-Mayer (MGM) - Louis B. Mayer - que lhe ofereceu um contrato em Hollywood, onde recebeu o título de mulher mais bonita do mundo.


Mas o que poucos sabem sobre Hedy é que ela fez uma importante contribuição tecnológica durante a Segunda Guerra Mundial, com uma co-invenção junto ao compositor George Antheil. A ideia de Hedy e George surgiu em frente ao piano quando os dois brincavam de dueto, ela repetindo em outra escala as notas que ele tocava, experimentando o controle dos instrumentos. Eles chegaram a conclusão que duas pessoas podem conversar entre si mudando frequentemente o canal de comunicação, basta que façam isso simultaneamente. Eles apresentaram a ideia ao Departamento de Guerra Norte-Americano, que o recusou em junho de 1941. Em Agosto de 1942 eles patentearam a ideia em nome de Antheil e Hedy Kiesler Markey. A versão inicial consistia na troca de 88 frequências e era feito para despistar radares, mas a ideia pareceu difícil de realizar na época com a precária tecnologia que existia.





Somente em 1962 o aparelho passou a ser utilizado por tropas militares dos EUA em Cuba, adaptado pela empresa Sylvania pois a patente já havia expirado.


O aparelho idealizado por Lamarr e Antheil serviu de base para a moderna tecnologia de comunicação, usada em conexões de Wi-Fi e CDMA, usada em telefones celulares. Patentes similares foram registradas em outros países, tais como Alemanha, em 1935, com os engenheiros da Telefunken Paul Kotowski e Kurt Dannehl registraram as patentes em 1939 e 1940.


Hedy foi considerada muito tempo depois como "a mãe do telefone celular''. Em 1997 recebeu do Governo dos EUA menção honrosa por abrir novos caminhos nas fronteiras da eletrônica. E em 2014 foi introduzida no National Inventors Hall of Fame.




Conhecia essa história? Comente aqui se você se surpreendeu com essa curiosidade.



104 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page